Nossos Produtos

Stroopwafel

A Receita

A receita mais antiga conhecida é o stroopwafel do padeiro Kamphuysen, que ainda faz esse tipo de bolachas até hoje. O mais importante da bolacha é o recheio e cada padeiro guarda esse segredo a sete chaves. A proporção certa dos ingredientes define a melhor viscosidade do recheio e com isso a qualidade da bolacha. A receita é adaptada conforme as condições climáticas, para evitar que fique muito duro no inverno e muito mole no verão.

Inicio da produção

O stroopwafel tem origem na cidade de Gouda, onde em 1837 abriu uma fabrica de melaço. Porém, para a fabricação de stroopwafel precisa-se de aparelhos a gás e a primeira fabrica de gás em Gouda foi aberta em 1853. Por isso, é mais provável que o primeiro stroopwafel foi produzido somente após 1853.

Expansão

Até 1870 o stroopwafel era um produto somente feito na cidade de Gouda, mas a partir daí começou a conquistar a região e em seguida o resto da Holanda. Em 1920 pode se ler, no jornal “Goudsche Courant”, que o padeiro Zaal vende os stroopwafels na Holanda e até exporta para a então colônia India Neerlandes. Hoje em dia, o stroopwafel se encontra em quase todo o mundo, quer seja importado da Holanda ou de fabricação local. A Oma Beppie tem o orgulho de continuar essa história, trazendo essa delicia para Brasil.

Pitnoten

Cookies – Bolacha Holandesa

Bolacha típica holandesa que reúne sabor e ingredientes refinados.
“Pit”significa condimentada e “noten” pode ser traduzido como pequeno ou que pode ser consumido em uma só mordida.

Composição

O Pitnoten tem em sua composição canela, cravo, gengibre, pimenta e outras especiarias.
Muitas dessas especiarias são consideradas termogênicas, pois contribuem para acelerar o metabolismo, queimando assim calorias.
É, portanto, uma bolacha saborosa e que contribui para o bom funcionamento do organismo. Não contém corante, aromatizante ou conservantes químicos.